A Polícia Federal abriu, nesta sexta-feira (29), o inquérito para investigar a omissão do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na crise sanitária em Manaus (AM). O ministro deve prestar esclarecimentos em até cinco dias após receber a notificação. As informações são de Bela Megale, do O Globo.

A investigação foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski a partir de um pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras, após a representação do partido Cidadania.

A PGR apontou indícios no atraso para envio de oxigênio hospitalar para cidades amazonenses, mesmo sabendo oito dias antes do possível colapso no sistema de saúde de Manaus.